Pular para o conteúdo

A Grande Guerra: o Dia D da “fraude eleitoral” do Partido Militar

18/07/2022
AROEIRA, para o site Jornalistas pelas Democracia.

Embaixadores de dezenas de países foram convidados nos últimos dias para uma reunião com Jair Bolsonaro. Segundo a assessoria do Planalto, cerca de 40 deles comparecerão. O que pretende Jair? Mentir sobre as urnas.

A ideia é mostrar a eles um “power point” (todo mentiroso gosta de power point?), o que seria uma “apresentação técnica” sobre nosso sistema eleitoral.

Quem acompanha A Grande Guerra sabe o final dessa novela. Estamos há muito tempo por aqui falando que forçar o descrédito da população contra as urnas é parte central da campanha eleitoral de Bolsonaro. Sem nada para apresentar, liderando um governo desastroso, humilhante e responsável pela gestão assassina da pandemia, a única coisa que resta ao presidente é um choro de perdedor.

O maior problema é que Bolsonaro não está sozinho. Fazem coro a ele o Ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, o Almirante da Marinha, Almir Garnier Santos, e todos os generais e oficiais do Partido Militar, como é conhecido o grupo das Forças Armadas que chegou ao poder em 2018.

O ex-ministro Braga Netto, também militar e já candidato a vice de Bolsonaro este ano, deve participar. Ele, é claro, também trabalha para destruir a confiança nas eleições.

Se a reunião for o desastre que se imagina, vocês sabem, alguns “militares” aparecerão em offs pelas imprensa se dizendo horrorizados. Esse jogo nós já conhecemos bem.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: