Pular para o conteúdo

03/10/2022

COTEFIbanner_728x90px (1)

Feed_ Dia das Crianças

Ascensão e queda no primeiro turno. Por Jota Camelo.

05/10/2022

Imagem

Apoie o trabalho do #JotaCamelo pelo site: apoia.se/jotacamelochar

ou via PIX: jotacamelocharges@gmail.com

Todo dia é dia de ofertas no Marabá

05/10/2022

“Sabotagem aos institutos de pesquisa foi organizada pelo Estado”, destaca imprensa francesa.

04/10/2022

Da RFI

"Sabotagem aos institutos de pesquisa foi organizada pelo Estado", destaca imprensa francesa

“Sabotagem aos institutos de pesquisa foi organizada pelo Estado”, destaca imprensa francesa© Fotomontagem com fotos da AP/Marcelo Chello/

Os resultados do primeiro turno das eleições presidenciais no Brasil continuam a ser analisados pela imprensa francesa. “O fracasso das pesquisas também foi obra de uma ‘sabotagem’ organizada na cúpula do Estado”, relata reportagem do jornal Le Monde nesta terça-feira (4).

Os 43% obtidos por Jair Bolsonaro (PL) demonstram que a extrema direita recuou relativamente pouco em relação à eleição de 2018, quando o candidato obteve 46% dos votos. O atual presidente lidera na metade dos Estados brasileiros, explica o Le Monde.

Em São Paulo, o Estado mais populoso do Brasil, Bolsonaro registrou a margem confortável de 7% de votos à frente do ex-presidente Lula (PT). A questão é: como os pesquisadores subestimaram tanto o voto da extrema direita?

Segundo a cientista política Mayra Goulart, entrevistada pelo jornal francês, o problema não vem da metodologia das pesquisas, mas sim da “falta de dados”. O último censo da população brasileira data de 2010 e sua atualização, agora em andamento, foi adiada devido à pandemia de Covid-19.

A especialista explica que os modelos dos institutos estão mal calibrados e não levaram em conta o aumento exponencial da população evangélica, amplamente favorável a Bolsonaro, “apesar do retorno da fome, do desmatamento selvagem e da tragédia provocada pela Covid-19”, aponta o Le Monde.

O fracasso das pesquisas também é resultado de uma sabotagem, organizada no topo do Estado, insiste Mathias Alencastro, pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento. Há meses, o governo de extrema direita vem exortando seus apoiadores a não responderem às pesquisas de opinião.

Na avaliação feita por Alencastro ao Le Monde, a extrema direita também se beneficiou de falhas na campanha de Lula – essencialmente, um atraso nas redes sociais e um discurso muito consensual, prometendo “livros” e “amor” enquanto seu rival aposta em “armas” e “ódio”.

Vídeos de Bolsonaro na Maçonaria podem roubar-lhe mais uma fatia expressiva de eleitores

04/10/2022

Bolsonaro com líderes da Maçonaria em São Paulo, no mês passado. No dia 15 de setembro de 2022, Jair Messias Bolsonaro teve encontro com 1.200 líderes da Maçonaria para discutir oportunidades únicas.

Um vídeo vazado nesta terça-feira (4) começou a fazer barulho nas redes sociais. Nas imagens, Jair Bolsonaro (PL) discursa pedindo votos ao microfone de uma sessão da maçonaria. O registro é polêmico, já que o envolvimento com a maçonaria é condenado pela Igreja Católica e muito mal visto por evangélicos, importante eleitorado do candidato.

Durante sua fala no vídeo que vazou, Bolsonaro alerta para um “perigo ideológico” e afirma que é preciso “fugir da política tradicional”. No trecho que viralizou, Bolsonaro também coloca como alvo, inclusive, o Poder Legislativo:

“Nos últimos 30 anos, lamentavelmente, o Poder Executivo e o Legislativo aperfeiçoou-se em criar problemas pra vender facilidades. Não precisa entrar em detalhes”.

Apesar de pouco falado, na reta final da campanha à reeleição, Bolsonaro participou do 2º Encontro de Lideranças Empresariais Maçônicas, em São Paulo.

A repercussão nas redes continua forte. “Michelle Bolsonaro criticou a presença de Lula em um Terreiro e classificou a religião de maligna. Obviamente nenhum comentário dos apoiadores do presidente sobre o vídeo de Bolsonaro na Maçonaria. A passagem de pano só demonstra o racismo contra as religiões africanas”, disse um internauta.

“Confesso que o roteirista do Brasil me surpreendeu com esse plot do bolsonaro na maçonaria. Uma reviravolta no enredo de disparos em massa digno de uma indicação de melhor roteiro original”, comentou outro.

A assessoria da Presidência da República foi procurada e questionada a respeito do local e data em que o vídeo foi gravado. Até agora não houve resposta.

Censo adiado por falta de entrevistadores e reação ideológica.

04/10/2022

Com o quadro de entrevistadores incompleto, o IBGE ainda enfrenta a confusão de entrevistados, que acreditam que a pesquisa serve a este ou aquele candidato. Muitos rejeitaram de plano os pesquisadores do Instituto.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) decidiu prorrogar, até o início de dezembro, o prazo de coleta de informações para o Censo 2022. A previsão inicial era encerrar os trabalhos até 31 de outubro deste ano.

O Instituto manteve, no entanto, a previsão de divulgar os dados do censo até o fim de dezembro.

Segundo o diretor de Pesquisas do IBGE, Cimar Azeredo, apenas cerca de metade da população estimada do Brasil foi recenseada de 1º de agosto até agora, por isso decidiu-se prorrogar o prazo dos trabalhos.

“A grande dificuldade que se encontrou foi de recrutamento de recenseadores, portanto o IBGE está tomando decisões importantes para aumentar a possibilidade de recrutamento e concluir, com isso, a operação do Censo Demográfico 2022”, disse Azeredo, em vídeo divulgado nesta segunda (4) no site do IBGE.

No vídeo, o diretor de Pesquisas também pediu ajuda aos prefeitos do país para garantir o sucesso das operações do censo.

14 deputados perderam a cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia

04/10/2022

Após a totalização da apuração das urnas na Bahia, alguns dos ditos favoritos à reeleição de deputado estadual vão ficar sem mandato a partir de 2023. Ao total, 14 parlamentares que buscaram a renovação por mais quatro anos dos seus respectivos períodos na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) não tiveram sucesso no pleito.

Os deputados Fabíola Mansur (PSB), Soldado Prisco (União Brasil), Paulo Câmara (PSDB), Marcelino Galo (PT), Jacó (PT), Neusa Cadore (PT), Tum (PSC), Josafá Marinho (Patriotas) e David Rios (União Brasil) são alguns exemplos dos que não obtiveram êxito e se tornaram suplentes.

Vale destacar que outros parlamentares da Casa, como Talita Oliveira (Republicanos), que buscou a Câmara Federal, não conseguiu sucesso no pleito e também deixará a ALBA no próximo ano. O deputado Tum, do Avante, está na mesma situação da bolsonarista.

Já outros, como Capitão Alden (PL) e Diego Coronel, se consagraram como deputados federais.

O site Política Livre preparou uma lista daqueles que tentaram a renovação de seus mandatos, mas ficaram pelo caminho.

Confira:

Não Eleitos

Josafá Marinho (Avante)
Fabíola Mansur (PSB)
Jusmari Oliveira (PSD)
Pastor Ubaldino (PDT)
Paulo Câmara (PSDB)
Marcelino Galo (PT)
Neusa Cadore (PT)
Jacó (PT)
Bira Coroa (PT)
Alan Castro (PV)
Carlos Geilson (SD)
Soldado Prisco (União)
Mirela Macedo (União)
David Rios (União)

Reeleitos

Olívia Santana (PCdoB)
Bobô (PCdoB)
Fabrício (PCdoB)
Zó (PCdoB)
Eduardo Salles (PP)
Antônio Henrique Júnior (PP)
Nelson Leal (PP)
Niltinho (PP)
Angelo Almeida (PSB)
Laerte do Vando (PSC)
Rogério Andrade Filho (MDB)
Alex da Piatã (PSD)
Adolfo Menezes (PSD)
Ivana Bastos (PSD)
Eduardo Alencar (PSD)
Tiago Correia (PSDB)
Hilton Coelho (PSOL)
Rosemberg (PT)
Zé Raimundo (PT)
Fátima Nunes (PT)
Robinson Almeida (PT)
Euclides Fernandes (PT)
Paulo Rangel (PT)
Maria Del Carmen (PT)
Osni (PT)
Junior Muniz (PT)
Roberto Carlos (PV)
Vitor Bonfim (PV)
Marquinho Viana (PV)
José de Arimateia (Republicanos)
Samuel Júnior (Republicanos)
Jurailton Santos (Republicanos)
Marcelinho Veiga (União)
Pedro Tavares (União)
Sandro Régis (União)
Luciano Simões (União)
Robinho (União)
Alan Sanches (União)
Kátia Oliveira (União)

Veja quais serão as primeiras pesquisas eleitorais do segundo turno.

04/10/2022

Com o segundo turno das eleições de 2022 definidos após a votação no último domingo, 2, as pesquisas eleitorais serão retomadas nesta semana – a campanha retorna oficialmente nesta sexta, 7, e vai até o final de outubro.

Assim como as propagandas políticas, as pesquisas de intenção de voto também voltam para a segunda etapa do pleito. Apesar dos levantamentos terem indicado um resultado diferente do que foi visto nas urnas, a divulgação de tais dados é relevante para o cenário político.

O atual presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula disputam a Presidência do Brasil no segundo turno das eleições. Foto: Pedro Kirilos

O atual presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula disputam a Presidência do Brasil no segundo turno das eleições. Foto: Pedro Kirilos© Fornecido por Estadão

De acordo com informações registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), serão lançados levantamentos feitos pelos institutos DatafolhaIpecPoderDataFuturaQuaest Paraná Pesquisas nos próximos dias.

Na corrida pelo Palácio do Planalto, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ficou em primeiro lugar com 48,4%, 57.258.115 de votos, ante 43,2%, 51.071.277 de votos, de Jair Bolsonaro (PL).

Veja quais sondagens estão programadas para a corrida presidencial:

Instituto: Datafolha | Contratante: Folha da Manhã e TV Globo | Data de divulgação: 05/10 | Registro: BR-02012/2022

Instituto: Ipec | Contratante: TV Globo | Data de divulgação: 05/10 | Registro: BR-02736/2022

Instituto: PoderData | Contratante: PoderData Pesquisa, Jornalismo e Comunicação | Data de divulgação: 06/10 | Registro: BR-08253/2022

Instituto: Futura | Contratante: Banco Modal | Data de divulgação: 06/10 | Registro: BR-08263/2022

Instituto: Quaest| Contratante: Banco Genial | Data de divulgação: 06/10 | Registro: BR-07940/2022

Instituto: Datafolha | Contratante: Folha da Manhã e TV Globo | Data de divulgação: 07/10 | Registro: BR-07603/2022

Instituto: Paraná Pesquisas | Contratante: Paraná Pesquisas | Data de divulgação: 07/10 | Registro: BR-01901/2022.

Do Estadão

UBS Oswaldo Cruz passará por reforma em Luís Eduardo

04/10/2022

Atendimento será distribuído para unidades Maria Brito e Oscar Doerner

A Secretaria Municipal de Saúde de Luís Eduardo Magalhães, informa que em função de uma reforma na unidade de saúde Oswaldo Cruz, localizada no bairro Santa Cruz, os atendimentos serão distribuídos para as unidades Maria Brito (Santa Cruz 3) e Oscar Doerner (Santa Cruz).

É importante destacar que no Maria Brito estarão disponíveis os serviços de imunização e tratamento odontológico. Os demais atendimentos médicos e de enfermagem, serão disponibilizados no Maria Brito e no Oscar Doerner.

A Secretaria Municipal de Saúde lembra ainda, que mesma equipe médica acompanhará os usuários.

Um povo que não respeita seus mortos

04/10/2022

Os chineses da Geely são donos de quase tudo entre os fabricantes de carros europeus.

04/10/2022

Aston Martin

Chinesa Geely, dona da Volvo Cars, compra participação na Aston Martin. Dono de marcas como Volvo e Lotus, grupo chinês compra 7,6% da Aston Martin; marca inglesa de esportivos anunciou novos rumos há dois meses

De Vagner Aquino, no Jornal do Carro do Estadão.

Desde 2020, especulações apontavam que a Geely compraria parte da Aston Martin. Pois, agora, esse desejo se realizou. A gigante chinesa adquiriu uma participação de 7,6% na fabricante inglesa, que comemora 109 anos de existência.

O Geely Holding Group é atualmente o maior grupo de tecnologia automotiva de propriedade privada da China. Na lista de aquisições, estão a divisão de automóveis da sueca Volvo, bem como a marca de elétricos Polestar, a Lynk&Co, a Zeekr, a (também inglesa) Lotus e a London Electric Vehicle Company (LEVC). Sem contar a participação de 50% na Smart e os 9,69% que tem da alemã Daimler, que é dona da marca Mercedes-Benz.

Sobre a nova aquisição, em comunicado oficial, Daniel Donghui Li, CEO do Geely Holding Group, disse estar muito satisfeito em anunciar o investimento. “Acreditamos que, com nosso histórico bem estabelecido e ofertas de tecnologia, a Geely Holding pode contribuir para o sucesso futuro da Aston Martin”, declarou o executivo.

Apesar de não ter revelado o valor da compra, trata-se de um aporte e tanto na Aston Martin. A inglesa já havia recebido investimento do Fundo de Investimento Público da Arábia Saudita, cuja participação na empresa é de 16,7%. Já a Yew Tree, o consórcio liderado pelo bilionário canadense Lawrence Stroll, detém 18,3% da marca de esportivos de luxo.

Novo logotipo, nova era

Aston Martin

A parceria entre Geely e Aston Martin acontece pouco mais de dois meses depois de a marca britânica atualizar seu logotipo. Com colaboração do designer britânico, Peter Saville, o novo logo foi feito à mão por artesãos e, assim, perdeu algumas linhas das tradicionais asas. Além disso, acompanha o slogan “Intensity. Driven.”, algo como “dirigir intensamente” em tradução livre. Este é, portanto, o oitavo logotipo em 109 anos de história.

Assim como busca mostrar uma renovação, o símbolo mostra o novo posicionamento da Aston Martin, com foco na eletromobilidade. Nos planos da marca, o primeiro carro elétrico chegará em 2025. Em seguida, a promessa é eletrificar todos os produtos até 2026.

Apoiadores de Bolsonaro disparam ofensas a nordestinos por votos em Lula

03/10/2022

Da BBC News.

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) dispararam mensagens preconceituosas e críticas ao povo nordestino por conta do apoio que o eleitorado dos estados da região deu ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no primeiro turno das eleições presidenciais.

Com 98,21% das urnas apuradas, Lula obteve 48,05% dos votos contra 43,52% de Bolsonaro

A BBC News Brasil teve acesso a mensagens trocadas em grupos e redes sociais de apoiadores do presidente que chamam os eleitores nordestinos de “imbecis” e “jumentos”. Com 98,21% das urnas apuradas, Lula obteve 48,05% dos votos contra 43,52% de Bolsonaro.

As mensagens ofensivas aos eleitores do Nordeste começaram a circular nos grupos bolsonaristas por volta das 19h20. Até então, a maior parte dos votos dos estados do Nordeste ainda não havia sido computada e Bolsonaro liderava os resultados de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A partir de então, a consolidação dos votos em todo país, incluindo os votos do Nordeste, fez com que o cenário se invertesse e Lula passasse a liderar o primeiro turno.

Em um dos grupos de WhatsApp, do Distrito Federal, uma das integrantes “culpou” os nordestinos pelo resultado chamando-os de “imbecis”.

Apoiadores de Bolsonaro disparam ofensas a nordestinos por votos em Lula

Apoiadores de Bolsonaro disparam ofensas a nordestinos por votos em Lula© Reprodução

“Infelizmente os nordestinos nw aprende (sic) mesmo, vai mirrer (sic) as secas e as minguas, são inacreditáveis imbecis e o pior leva a gente juntos”, disse a mensagem.

Outra integrante do grupo repostou uma mensagem que circulou no Instagram.

Apoiadores de Bolsonaro disparam ofensas a nordestinos por votos em Lula
Apoiadores de Bolsonaro disparam ofensas a nordestinos por votos em Lula

Outro usuário postou uma imagem com o mapa do Brasil e a região Nordeste pintada de vermelho com o título: Cuba do Sul.

Em resposta à imagem, outro usuário respondeu: “Povo ignorante e mal informado”, disse.

No Telegram, em um grupo apoiador de Bolsonaro com mais de 17 mil integrantes, também houve mensagens preconceituosas em relação aos nordestinos.

“P (sic) nordeste tem muito jumento mesmo, mas nós outros estados também”, disse um integrante.

Outro apoiador de Bolsonaro no mesmo grupo classificou o comportamento eleitoral no Nordeste de “burrice”.

“Esse Nordeste sofre por burrice”, disse.

Neste grupo, outros apoiadores rebateram as críticas aos nordestinos sob o argumento de que o que levou à votação de Lula na região foi alguma suposta fraude eleitoral.

A professora de Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Viviane Gonçalves, diz que as ofensas a nordestinos durante as eleições também foram comuns em 2014. Segundo ela, esses ataques reforçam o preconceito contra o povo da região sob a ideia de que os habitantes desses estados são “pessoas subalternizadas”.

“A gente viu esse tipo de ataque acontecer em 2014, também, quando os votos do Nordeste começaram a ser computados no segundo turno e deram a vitória pra Dilma Rousseff. Tem o sentimento de uma certa hierarquia regional. O nordeste é, na maioria das vezes, considerado como a região de pessoas subalternizadas”, afirmou.

Nos últimos anos, a Justiça vem condenando por racismo pessoas que proferem ofensas a nordestinos.

Em maio deste ano, por exemplo, a Justiça do Distrito Federal manteve uma condenação contra um homem que se referiu ao povo nordestino como “escória do país” e “tudo de ruim”.

Imprensa europeia vê desempenho de Bolsonaro no 1° turno como risco para a democracia.

03/10/2022

A imprensa europeia prevê um segundo turno tenso da eleição presidencial no Brasil. Jair Bolsonaro resistiu mais do que previam as pesquisas, com 43% dos votos, contra 48% do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

Imprensa europeia vê desempenho de Bolsonaro no 1° turno como risco para a democracia

Imprensa europeia vê desempenho de Bolsonaro no 1° turno como risco para a democracia© AFP – EVARISTO SA

O líder de extrema direita recebeu quase 1,8 milhão a mais do que em 2018, destaca o correspondente do jornal Le Monde no Twitter. “O Brasil está em uma encruzilhada: o político mais popular do mundo [Lula] é seguido de perto por um pária acusado de crimes contra a humanidade. Temos tempos sombrios pela frente”.

Mesmo assim, “Lula sai vencedor da disputa, com 6 milhões de votos de vantagem sobre Bolsonaro”, destaca a manchete do Público, em Portugal. O professor da FGV Sérgio Praça, entrevistado pelo jornal português para explicar a razão do resultado apertado, diz que lamenta a descredibilização das sondagens, que ele atribui aos simpatizantes de Bolsonaro que não quiseram colaborar com os institutos de pesquisa, alvo de constantes ataques do atual presidente.

O espanhol El País diz em seu editorial que a esquerda está próxima do poder na maior democracia da América Latina, mas o possível retorno representa um enorme desafio político para Lula. O diário espanhol lembra que na véspera da eleição, o candidato do Partido dos Trabalhadores disse estar disposto a “falar com todos, para o bem do Brasil”.

Na avaliação de El País, Lula terá de buscar “os eleitores de Ciro Gomes, seu ex-ministro, naturalmente mais para a esquerda do que para a direita, e os 20% da população com direito a voto que decidiram ficar em casa”. “O mundo precisa de um Brasil democrático e próspero”, escreve El País.

“Duro golpe para os progressistas”

No Reino Unido, o jornal The Guardian diz que “o resultado das eleições foi um duro golpe para os brasileiros progressistas que estavam torcendo por uma vitória enfática sobre Bolsonaro, um ex-capitão do Exército que atacou repetidamente as instituições democráticas do país e vandalizou a reputação internacional do Brasil”.

O Guardian ainda nota que “vários bolsonaristas proeminentes foram eleitos para o Congresso e como governadores de estado. O jornal cita os casos de Eduardo Pazzuelo – “ex-ministro da Saúde no auge da pandemia que provocou 685 mil mortes no Brasil” -, eleito deputado federal pelo Rio de Janeiro, e Ricardo Salles, eleito para a Câmara dos Deputados por São Paulo, um incentivador do desmatamento.

De acordo com o italiano Corriere de la Sera, “o que está em jogo no segundo turno é a própria democracia brasileira, em um cenário de polarização que vai aumentar nas próximas semanas”.

por Adriana Moysés, para RFI

Primeiro turno de pleito termina com 67 crimes eleitorais registrados na Bahia

03/10/2022

 

Maior parte dos delitos aconteceu em municípios do interior baiano, durante todo o domingo (2).

Sessenta e sete. Esse foi o número de crimes eleitorais registrados pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) durante o primeiro turno das Eleições 2022 na Bahia, no domingo (2). Cidades do interior baiano acumulam maior parcela dos delitos.

Das 7h da manhã às 19h, as estatísticas policiais do estado registraram 32 ocorrências relacionadas à boca de urna, 14 crimes onde houve a violação da lei que proíbe a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos, sete por promover desordem que prejudique os trabalhos eleitorais e três crimes por recusar ordens ou instruções da Justiça Eleitoral ou opor embaraços à sua execução.

Outros 11 crimes de diferentes tipificações penais, a exemplo de dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber para si ou para outrem dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita, também foram registrados.

Destes crimes, 63 foram registrados em municípios do interior baiano e quatro na Região Metropolitana de Salvador (RMS). A capital baiana deu o exemplo e não registrou nenhum crime eleitoral.

“A segurança Bahia fez um primeiro turno mostrando um trabalho de excelência, garantindo a ordem e o direito democrático de cada cidadão. Seguiremos reforçando o trabalho e atentos as ocorrências durante o segundo turno no próximo dia 30”, detalhou o secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino.

Produtividade Policial

Ao longo do dia outros crimes relativos ao processo eleitoral foram registrados pela SSP, que esteve monitorando o pleito direto do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), localizado no Centro de Operações e Inteligência (COI), no CAB.

A pasta registrou três ocorrências de lesão corporal dolosa e duas por vias de fato. Casos de homicídio, rixa, furtos e roubos não foram computados.

Ao longo do dia outros procedimentos policiais também foram realizados por equipes das polícias Militar e Civil, a exemplo de 69 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) assinados, 60 pessoas apresentadas em delegacias pela PM e 14 pela PC, cinco prisões em flagrante e três inquéritos instaurados.

A cara e o sorriso da felicidade.

03/10/2022

Bolsonaro e sua legião de seguidores fundamentalistas está feliz. É o que se pode deduzir da cara do Líder da Extrema-Direita do País durante o pronunciamento de ontem. Bolsonaro mentiu tanto sobre 70 milhões de votos e vitória no 1º turno que até ele estava acreditando na história.

Nunca discuta com alguém que acredita em suas próprias mentiras.

Inscrições abertas para a 2° edição do Duathlon LEM

03/10/2022

Competição acontecerá no dia 09 de outubro em Luís Eduardo Magalhães

Estão abertas as inscrições até o dia 05 de outubro ou até se esgotarem as vagas, para a segunda edição do Duathlon LEM, através do link: https://www.centraldacorrida.com.br/2-duathlon-lem-2022.

A competição que tem vagas limitadas, será realizada no dia 09 de outubro, em Luís Eduardo Magalhães, nas modalidades Mountain Bike, Speed e revezamento. De acordo com orientação da organização, todos os participantes deverão estar em dia com rigorosa avaliação médica.

A modalidade

O Duathlon é uma competição de atletismo, que consiste em um trajeto de corrida, seguido por outro trajeto de ciclismo e concluído com outra etapa de corrida.

Prova Corrida 5 KM, Bike 20 KM, Corrida 2,5 KM.

Forças policiais registram 1.378 crimes e prendem 352 pessoas.

03/10/2022

Propaganda de boca de urna foi a ocorrência mais comum no país

Ao menos 352 pessoas foram detidas neste domingo (2), em todo o país, pela suposta prática de crimes eleitorais. Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, os agentes das forças de segurança federais e estaduais que participam da Operação Eleições 2022 também apreenderam R$ 137,9 mil ao longo do dia.

Dentre os 1.378 crimes eleitorais registrados no primeiro turno das eleições gerais, o mais comum foi a propaganda de boca de urna, e a maioria dos casos (230) ocorrida em Minas Gerais, seguido pelo Paraná (131), Pernambuco (113) e Goiás (106)

Também foram registradas 95 ocorrências relacionadas à suspeita de compra de votos ou corrupção eleitoral; 80 casos em que eleitores fotografaram as urnas na hora de votar, o que caracteriza a violação ou tentativa de quebrar o sigilo do voto, e 57 casos de transporte irregular de eleitores.

As 352 prisões ocorreram em praticamente todas as unidades federativas, à exceção da Bahia. Só em Minas Gerais, foram 43 detenções. No Amazonas, 39 pessoas foram detidas e, no Pará, 32. No Pará, foi apreendida a maior soma em dinheiro do dia (R$ 32,7 mil).

Os R$ 137,9 mil apreendidos ontem somam-se aos mais de R$ 3 milhões que os agentes das polícias Federal (PF) e Rodoviária Federal (PRF) já haviam apreendido entre o dia 16 de agosto, quando começou oficialmente o período de propaganda eleitoral, e a noite de sexta-feira (30).

Deflagrada na última segunda-feira (26), para reforçar a segurança dos eleitores e dos servidores da Justiça Eleitoral e garantir a tranquilidade do pleito, a Operação Eleições 2022 é coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A iniciativa envolve representantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE); das polícias civis e militares das 27 unidades federativas; além das polícias Federal e Rodoviária Federal; do Ministério da Defesa; da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec).

Da Agência Brasil.

Candidatos a Deputado Estadual mais votados em Luís Eduardo Magalhães

03/10/2022

Jusmari Oliveira

PSD

24,32%

12.132

Nei Vilares

PP

11,37%

5.672

Filipe Fernandes

UNIÃO

8,85%

4.413

Antônio Henrique Jr.

PP

5,07%

2.531

Paulo Câmara

PSDB

4,08%

2.035

Ana Essi

PTB

3,60%

1.795

Vitor Azevedo

PL

3,07%

1.531

Zenaide Miranda

PL

3,03%

1.510

Ze Carlos da Cebola

PSDB

2,92%

1.454

Jose de Arimateia

REPU

1,57%

782

Rebeca Martins

PL

1,44%

719

Leandro de Jesus

PL

1,24%

620

Cafu Barreto

PSD

1,16%

577

Dr. Diego Castro

PL

1,00%

500

Dra. Graça Melo

SD

0,97%

482

Pastor Ivam

PSC

0,86%

427

Samuel Junior

REPU

0,82%

410

Walter Peixoto

REPU

0,76%

377

Ricardo Rodrigues

PSD

0,67%

332

Luciano Araujo

SD

0,58%

290

Karlúcia Macêdo

MDB

0,52%

259

Deputados federais mais votados em Luís Eduardo Magalhães

03/10/2022

Oziel Oliveira PSD

30,46%

15.261

João Leão PP

6,92%

3.467

Sigi Vilares REPUBLICANOS

5,49%

2.748

Zeca Alípio PTB

5,40%

2.705

Capitão André Porciuncula PL

4,96%

2.485

Capitão Alden PL

4,63%

2.319

Tito AVANTE

4,03%

2.017

Roberta Roma PL

3,14%

1.575

Marisete UNIÃO

2,80%

1.403

Comandante Rangel PL

1,92%

963

Guinho da Contem SD

1,88%

943

Rogeria Santos REPUBLICANOS

1,62%

810

Kelmuth Maclarem PATRIOTAS

1,25%

627

Eduardo perde um milhão de votos em SP; Boulos é o mais votado.

03/10/2022

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, perdeu mais de 1 milhão de votos em São Paulo em relação à eleição de 2018, mesmo sendo reeleito para um mandato na Câmara.

O candidato Guilherme Boulos (PSOL) foi o deputado mais votado no Estado, vencendo o desafio que lançou durante a sua campanha de ficar à frente de Eduardo na disputa.

Em 2018, Eduardo Bolsonaro foi o candidato a deputado federal mais bem votado da história, com 1.843.735 votos. Agora, ele ficou em terceiro lugar, com 741.701 votos. O candidato do PSOL venceu a disputa e conquistou 1.001.472.

Boulos foi seguido de perto por Carla Zambelli (PL), a grande arruaceira a serviço do nazismo, que teve 945.640 votos. Na sequência vêm: Eduardo Bolsonaro (PL), o Dudu Bananinha, com 741 mil votos; Ricardo Salles (PL), 640.511, envolvido em destruição de áreas de proteção do rio Tietê, exportação de madeira ilegal e permissionário da invasão de terras públicas na Amazônia; e Delegado Bruno Lima (PP), 460.803.

Jerônimo (PT) surpreende e fica muito perto de ganhar no primeiro turno.

03/10/2022

Disputa entre Jerônimo Rodrigues e ACM Neto vai para o segundo turno na Bahia

Os candidatos ao governo do Estado, ACM Neto (União) e Jerônimo Rodrigues (PT), irão disputar um segundo turno nas eleições deste ano, de acordo com apuração parcial das urnas eletrônicas divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O ex-prefeito de Salvador aparece com 40,89%, enquanto o candidato petista pontua 49,32%. 

É a primeira vez que a disputa pelo governo da Bahia vai ao segundo turno desde 1994, quando Paulo Souto (PFL), que fazia parte da base Carlista, foi eleito para o cargo de chefe do executivo do Estado. De 2006 até este ano, o PT manteve uma hegemonia, vencendo todas as disputas estaduais no primeiro turno.

ACM Neto liderava a maioria das pesquisas, com algumas, inclusive, indicando uma vitória ainda em primeiro turno. Contudo, os levantamentos também apontavam uma curva ascendente de Jerônimo Rodrigues, algo que ocorreu nas últimas candidaturas petistas na Bahia.

A votação do segundo turno ocorrerá no dia 30 de outubro.

Veja quem são os deputados estaduais eleitos.

03/10/2022

Nesta madrugada, ainda se contabilizavam votos para determinar as vagas das eleições proporcionais à Assembleia Legislativa do Estado. No entanto, a lista abaixo deverá completar as 63 vagas da ALBA. O Oeste da Bahia ganhou dois representantes originários: o ex-prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, e o já deputado, reeleito, Antonio Henrique Jr., o Toinho.

Avante (1 vaga):
Patrick Lopes.

União Brasil (10 vagas):
Kátia Oliveira;
Marcinho Oliveira;
Pedro Tavares;
Sandro Régis;
Alan Sanches;
Marcelinho Veiga;
Robinho;
Manuel Rocha;
Luciano Simões;
Junior Nascimento.

Progressistas (6 vagas):
Niltinho;
Nelson Leal;
Eduardo Salles;
Hassan de Zé Cocá;
Felipe Duarte;
Antonio Henrique Jr..

Republicanos (3 vagas):
Samuel Jr.;
Jurailton Santos;
José de Arimateia.

PL (4 vagas):
Vitor Azevedo;
Leandro de Jesus;
Raimundinho da JR;
Dr. Diego Castro.

MDB (2 vagas):
Rogério Andrade;
Matheus de Geraldo Jr..

PSC (1 vaga):
Laerto do Vando.

PSD (9 vagas):
Ivana Bastos;
Alex da Piatã;
Adolfo Menezes;
Angelo Coronel Filho;
Eures Ribeiro;
Eduardo Alencar;
Cafu Barreto;
Ricardo Rodrigues;
Cláudia Oliveira.

Patriota (1 vaga):
Binho Galinha.

PSB (2 vagas):
Soane Galvão;
Angelo Almeida.

PDT (1 vaga):
Emerson Penalva.

Solidariedade (2 vagas):
Luciano Araújo;
Pancadinha.

PSOL/ Rede (1 vaga):
Hilton Coelho.

PSDB/ Cidadania (3 vagas):
Tiago Correia;
Jordávio Ramos;
Pablo Roberto.

PT/PV/PCdoB (17 vagas):
Olívia Santana;
Rosemberg;
Zé Raimundo;
Osni;
Marquinho Viana;
Vitor Bonfim;
Junior Muniz;
Ludmilla Fiscina;
Bobô;
Robinson Almeida;
Fabrício;
Euclides Fernandes;
Fátima Nunes;
Roberto Carlos;
Maria Del Carmen;
Paulo Rangel;
Zó.

Atualizado às 00h30.

Deputados federais: Oeste baiano perde um representante originário da Região.

03/10/2022

Elaine Menke/Câmara dos Deputados

Deputados federais eleitos na Bahia

Após apuração das urnas, os deputados federais eleitos na Bahia foram:

  1. Otto Filho (PSD) – 200.811 votos

  2. Elmar Nascimento (União) – 174.180 votos

  3. Diego Coronel (PSD) – 170.630 votos

  4. Antonio Brito (PSD) – 165.196 votos

  5. Neto Carletto (PP) – 164.577

  6. Roberta Roma (PL) – 160.588

  7. Cláudio Cajado (PP) 153.557 votos

  8. Mário Negromonte Jr (PP) – 145.574 votos

  9. Léo Prates (PDT) – 143.710 votos

  10. Deputado Dal (União) – 140.026 votos

  11. Gabriel Nunes (PSD) – 137.168 votos

  12. Paulo Azi (União) – 136.932 votos

  13. Ricardo Maia (MDB) – 134.477

  14. Jorge Solla (PT) – 128.809 votos

  15. Zé Neto (PT) – 128.408 votos

  16. Daniel (PC do B) – 125.126 votos

  17. Alice Portugal (PC do B) 124.299 votos

  18. Adolfo Viana (PSDB) – 122.361 votos

  19. Márcio Marinho (Republicanos) – 118.793 votos

  20. Afonso Florence (PT) – 117.347 votos

  21. Sérgio Brito (PSD) – 115.359 votos

  22. Waldenor Pereira (PT) – 113.084 votos

  23. Lídice da Mata (PSB) – 112.320 votos

  24. Bacelar (PV) – 110.759 votos

  25. Paulo Magalhães (PSD) – 107.036 votos

  26. Alex Santana (Republicanos) – 106766 votos

  27. Ivoneide Caetano (PT) 105.128 votos

  28. Arthur Maia (União) – 104.603 votos

  29. Joseildo Ramos (PT) 104.036 votos

  30. João Leão (PP) – 101.554 votos

  31. Capitão Alden (PL) – 95.066 votos

  32. Valmir Assunção (PT) – 89.985 votos

  33. João Carlos Bacelar (PL) – 89.662 votos

  34. Rogéria Santos (Republicanos) – 81.865 votos

  35. Leur Lomato Jr (União) – 81.855 votos

  36. José Rocha (União) – 78.430 votos

  37. Pastor Sargento Isidório (Avante) – 77.160 votos

  38. Felix Mendonça (PDT) – 70.964 votos

  39. Raimundo Costa (Podemos) – 53.271 votos

O que Buerarema e Luís Eduardo Magalhães tem em comum.

03/10/2022

Na Bahia, Bolsonaro só ganhou com 4.907 votos válidos em Buerarema, uma cidade pobre à margem da BR 101, com pouco mais de 18 mil habitantes e renda per capita de R$ 27.477,61. E na rica Luís Eduardo Magalhães, o 7º PIB da Bahia, uma forte renda per capita e sede da maior infraestrutura comercial e industrial do Estado voltada ao agronegócio.

Em Luís Eduardo Magalhães, a renda per capita é de R$ 46.057,56, mais de 50% maior que a do País. Numa das últimas declarações de renda do Município, o patrimônio dos contribuintes atingia a cifra de R$ 4.030.747.985,24.

Luís Eduardo tem 70 mil eleitores e deve ultrapassar os 100 mil habitantes no Censo que ora é pesquisado na cidade.

Em Luís Eduardo, Bolsonaro obteve 28.942 votos (54.02%), enquanto seu adversário, Lula da Silva, teve 22.196 sufrágios (41,43%). Simone Tebet, a musa do agronegócio, conseguiu 939 Votos válidos (1,75%).

Até o padre de festa junina conseguiu 23 votos em Luís Eduardo Magalhães.

Em Barreiras, cidade mãe de Luís Eduardo, Lula obteve 58,05% dos votos, no total de 47.952 Votos válidos. Bolsonaro foi menos feliz: teve 36,56% dos votos, num total de 30.197 Votos válidos.

Todo dia é dia de ofertas no Marabá

03/10/2022

O momento em que Lula ultrapassou Bolsonaro na apuração

02/10/2022

Com mais de 12 milhões de votos apurados

02/10/2022

Com 1,67 milhão de votos apurados Bolsonaro está na frente.

02/10/2022

TSE mostra os primeiros resultados apurados

02/10/2022

Bolsonarista racista é preso em flagrante delito ao ofender mesária.

02/10/2022

Em Goiânia, um desesperado destrói a urna a pauladas. A urna foi substituída e o dito cujo enjaulado.

Alguns resultados no Exterior publicados pela Folha

02/10/2022

O Padre de Quadrilha sofre com a galera no avião.

02/10/2022

Pesquisa DataFolha 18 horas: Lula tem 50% dos votos válidos.

01/10/2022

Eleição no primeiro turno na dependência da margem de erro da pesquisa.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o favorito para ganhar as eleições presidenciais em 2022. De acordo com o último levantamento do Datafolha antes da votação, publicado na noite deste sábado (1º), o petista tem 50% da preferência dos brasileiros, considerando apenas os votos válidos.

Os números apontam que pode haver segundo turno entre Lula e o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), que aparece em segundo lugar, com 36% das intenções de voto.

A senadora Simone Tebet (MDB) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) estão empatados tecnicamente em terceiro lugar, com 6% e 5% das intenções de voto, respectivamente. A também senadora Soraya Thronicke (União) vem atrás, com 1% da preferência.

Os demais candidatos não alcançaram 1% dos votos válidos no levantamento.

O Datafolha entrevistou 12.800 eleitores presencialmente em 310 municípios brasileiros entre sexta-feira (30) e este sábado (1º).

A margem de erro é de 2% para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00245/2022.

Datafolha na BA, votos válidos: ACM Neto, 51%; Jerônimo Rodrigues, 38%.

01/10/2022

Foram realizadas 2,5 mil entrevistas em 72 munícipios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%. O levantamento foi encomendado pelo Grupo Metrópole.

Levantamento do Instituto Datafolha, divulgado neste sábado (1) e encomendado pelo Grupo Metrópole, revela os índices de intenção de voto para o cargo de governador da Bahia. A pesquisa é a quarta do instituto divulgada para a corrida eleitoral da Bahia em 2022.

Nos votos válidos, o candidato do União Brasil, ACM Neto, lidera a disputa com 51% das intenções. Jerônimo Rodrigues, do PT, tem 38%. Os números indicam indefinição na eleição baiana. Veja o resultado com todos os candidatos abaixo.

Votos válidos

  • ACM Neto (União Brasil): 51% (na rodada anterior tinha 54%)

  • Jerônimo Rodrigues (PT): 38% (na rodada anterior tinha 35%)

  • João Roma (PL): 8% (na rodada anterior tinha 9%)

  • Marcelo Millet (PCO): 1%

  • Giovani Damico (PCB) : 1%

  • Kleber Rosa (PSOL): 1%

Em relação às pesquisas anteriores, ACM Neto largou com 67% das intenções de votos válidos na segunda quinzena de agosto, recuou para 57% entre 12 e 14 de setembro, passou para 54% uma semana depois, entre 19 e 21 de setembro, e agora chegou aos 51%.

Jerônimo Rodrigues tinha 20% em agosto, subiu para 33% em meados de setembro, oscilou para 35% e agora chega aos 38%. Na margem de erro, ACM Neto pode ter entre 49% e 53%, e Jerônimo, de 36% a 40%.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Foram realizadas 2,5 mil entrevistas entre sexta (30) e sábado (1) em 72 cidades da Bahia. A margem de erro máxima para o total da amostra é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral como os códigos: BA-00751/2022 e BR-02575/2022.

Pesquisa IPEC saiu agora, 17h50m: votos válidos: Lula, 51%; Bolsonaro, 37%

01/10/2022

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. Não é possível afirmar se haverá segundo turno.

O Ipec divulgou neste sábado (1º) sua mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. Encomendada pela Globo, a sondagem é a última realizada pelo instituto antes do 1º turno, que acontece neste domingo (2). Em votos válidos, o resultado é este:

Não é possível afirmar se haverá segundo turno, diz o Ipec.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Foram entrevistadas 3008 pessoas, entre os dias 29 de setembro e 1º de outubro, em 183 municípios. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-00999/2022.

Pesquisa Abrapel/Ipespe indica segundo turno

01/10/2022

Pesquisa Abrapel/Ipespe, 30 de setembro, divulgada hoje:

1º Turno, estimulada.

Lula (PT): 46% (=)

Bolsonaro (PL): 33% (-2)

Ciro (PDT): 7% (+1)

Tebet (MDB): 6% (+2)

Demais candidatos o 1% ou menos.

Brancos e nulos: 3% (-2)

Indecisos: 1% (-3)

1o TURNO| VOTOS VÁLIDOS:

Lula (PT): 49%

Bolsonaro (PL): 35%

Ciro (PDT): 8%

Tebet (MDB): 7%

2o TURNO| VOTOS VÁLIDOS:

Lula (PT): 59%

Bolsonaro (PL): 41%

G1, TV Globo e GloboNews divulgam pesquisas presidenciais de Ipec e Datafolha a partir das 18h, com destaque para votos válidos

Além das divulgações da disputa presidencial, Ipec também vai trazer intenção de voto para governos de RJ, MG, SP, DF, PE, PA, MT, MS, ES, RN, PR, PB, GO, BA, MA e CE.

Estadão revelou ontem resultados do “agregador” de pesquisas.

01/10/2022

AGREGADOR ESTADÃO. VOTOS VÁLIDOS:

Lula (PT): 52%

Bolsonaro (PL): 35%

Ciro (PDT): 6%

Tebet (MDB): 5%

Outros: 2%

Reta final: hoje sai o resultado de no mínimo 5 pesquisas.

01/10/2022

09:00: CNT/MDA

10:00: ABRAPEL/IPESPE

17:30: GLOBO E FOLHA/DATAFOLHA

Começo da Noite: GENIAL/QUAEST

A noite: GLOBO/IPEC.

Já fez a sua colinha? Amanhã é dia de votar. Cumpra seu dever cívico. Se você não vota, deixa que outros decidam o seu futuro.

Todo dia é dia de ofertas no Marabá

01/10/2022

Salvador, hoje pela manhã, na colina sagrada.

30/09/2022

Fotografia aérea mostra a Igreja do Senhor do Bonfim em Salvador com uma multidão durante ato com Lula.

Às vésperas da eleição, Lula e Jerônimo Rodrigues buscaram as benções do Senhor do Bonfim para fortalecer as campanhas ao governo do estado e à presidência da República. Os candidatos petistas mobilizaram uma multidão nesta sexta-feira, 30, em caminhada do Largo de Roma à Basílica.

Desde a chegada, Lula foi o mais assediado. Apoiadores do ex-presidente lotaram as ruas da Cidade Baixa e muitas casas ao longo do percurso exibiram cartazes e toalhas com sua imagem.

O químico industrial Danilson Igor buscou acompanhar de perto todo o trajeto de Lula. Ele conta que conseguiu oportunidades profissionais graças aos governos anteriores do petista.

Imagem

Lula e Jerônimo fizeram o percurso em um carro de apoio e estavam acompanhados do governador da Bahia, Rui Costa (PT), do senador Jaques Wagner (PT) e dos candidatos Otto Alencar (PSD), que concorre à reeleição ao Senado, e Geraldo Júnior (MDB), vice na chapa ao governo estadual, entre outras lideranças políticas.

“Nós ficamos muito felizes com mais uma visita do presidente Lula aqui. Mais uma vez, ele vem demonstrar o seu apoio a nossa candidatura. Tudo isto que está ocorrendo aqui demonstra como será nosso governo a partir de janeiro de 2023. Vamos trabalhar pelo desenvolvimento econômico com justiça social”, destacou Jerônimo.

Para o governador Rui Costa (PT), a Bahia será o estado onde o ex-presidente vai obter a maior votação proporcional.

“Nós estamos sentindo em cada canto da Bahia e do Brasil a saudade que o povo brasileiro sente do presidente Lula. A volta de Lula é a volta da esperança, do emprego, do amor, da comida na mesa e daquele Brasil que todos nós amamos. É a vitória do Brasil que prefere livros, o Brasil que não quer armas e recusa esse vírus do ódio espelhado pelo atual presidente. Nós vamos ganhar na Bahia e no Brasil no primeiro turno”, afirmou.

Durante a caminhada, o senador Jaques Wagner reforçou o otimismo do grupo petista e destacou o simbolismo de envolver a Igreja do Bonfim na reta final da campanha.

“Acho que é a caminhada da paz, esperança, da prosperidade e da vitória para ele, Jerônimo e Otto. Tenho convicção, fé em Deus, no Senhor do Bonfim que nós vamos chegar lá. O povo baiano quer e o povo brasileiro também”, disse.

Já o deputado federal Jorge Solla (PT) falou em “agradecimento antecipado” pela possibilidade de o Brasil “recuperar a capacidade de ter um governo federal que faça a diferença positivamente na vida das pessoas que mais precisam”.

Ao fim da caminhada, Lula e aliados não entraram na Igreja do Bonfim. Em frente à Basílica, eles trocaram de carros em meio ao assédio de apoiadores.

Dona Graciete Santos, que está  desempregada e chegou 9h ao local, conseguiu vencer a multidão e tocar em Lula.  “Eu me acabei toda, mas eu peguei na mão do homem. E é isso que interessa. Realizei um sonho”.

O ex-presidente não falou com a imprensa e seguiu para Fortaleza (CE), onde participou de outra caminhada, com o candidato ao governo do Ceará, Elmano Freitas (PT).

Lula incorpora propostas

Durante a visita à capital baiana, Lula se comprometeu em absorver ao seu programa de governo propostas de Jerônimo Rodrigues.

Um documento com as contribuições foi entregue nesta sexta ao ex-presidente. Participaram também do ato o deputado estadual Angelo Almeida e a federal Lídice da Mata, ambos do PSB e candidatos à reeleição.

Lula esteve acompanhado de Jerônimo, Rui, Geraldo Júnior e Otto Alencar
Lula esteve acompanhado de Jerônimo, Rui, Geraldo Júnior e Otto Alencar|  Foto: Divulgação.
Relato do jornal A Tarde.