Pular para o conteúdo

Guerra ameaça agricultura ucraniana e sinaliza fome a nível global

14/06/2022

Da Euronews

É época das colheitas no sul da Ucrânia, mas a única coisa que os proprietários destes campos conseguiram fazer até agora foi escapar das bombas russas.

Nadia Ivanova trabalha na Agricultura. Ela tem uma quinta, com quatro mil hectares, perto de Mikolaiv mas as tropas russas destruíram-na, parcialmente, em março, quando tentavam avançar para norte.

Há muito para fazer e o caminho de regresso à normalidade está cheio de desafios. Nadia referia que por um lado é “impossível vender cereais”, por outro não há dinheiro para reconstruir a fábrica de processamento que foi destruída e os técnicos que podem repará-la não são da região e, como estão perto da frente de batalha, ninguém se desloca ali para repará-la.

Nadia emprega 76 pessoas. Em tempo de paz a quinta poderia produzir mais de doze mil toneladas de cereais, por ano. Nos seus armazéns restam 2.000 toneladas da época passada, mas a ferrovia está destruída e os navios bloqueados sob ameaça de serem atingidos por mísseis russos.

Uma situação dramática mas não apenas para a Ucrânia. As Nações Unidas alertavam para uma crise alimentar global agudizada pela guerra no país. A alta comissária da ONU para os Direitos Humanos afirmava que o número de pessoas em situação grave de insegurança alimentare deverá passar de “276 milhões, no início de 2022, para 323 milhões no decurso do ano”.

Para Michelle Bachelet os horrores infligidos à população civil na Ucrânia deixarão uma marca inesquecível e irreversível.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: