Pular para o conteúdo

“Motociata fascista” no sábado em Manaus ‘é a celebração da morte, o carnaval do ódio’, diz Santa Cruz.

16/06/2022

Fracasso total: 'apocalipse de motos' pró-Bolsonaro não passa de 4 mil –  Revista Cariri

Evento “humilhará definitivamente o Brasil, diante de si mesmo e diante do mundo”, afirmou o ex-presidente da OAB.

“A absurda motociata fascista marcada para sábado [(18/6)] em Manaus é a celebração da morte”, afirmou em seu perfil no microblog Twitter, no início da noite desta quinta-feira (16/6), o ex-presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Felipe Santa Cruz, que é pré-candidato pelo PSD ao Governo do Estado do Rio de Janeiro.

O agora político se referiu ao tradicional passeio de motocicletas com a participação do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que desta vez ocorrerá a pouco mais de 48 horas após a Polícia Federal encontrar os restos mortais que seriam do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira, assassinados no Vale do Javari, extremo sudoeste do Amazonas.

Segundo o tuíte de Santa Cruz, será um “carnaval do ódio que humilhará definitivamente o Brasil, diante de si mesmo e diante do mundo”.

A motociata de Bolsonaro em Manaus tem previsão para ocorrer a partir das 15h, com saída da Ponta Negra – bairro da capital do estado do Amazonas, com IDH de 0,930 e com qualidade de vida semelhante à da Suíça e Austrália, e término na Arena Amazônia Vivaldo Lima – um estádio multiuso localizado no bairro Flores.

“Serão anos para reerguer essa nação”, disse ainda o presidente da OAB, que também interpretou a motociata, como outros perfis da plataforma, “um escárnio”.

Particularmente, ainda não sei como não apareceram nas ruas as milícias dos camisas verdes ou os capas vermelhas da TFP. Sim, a apropriação indevida e ilegal da bandeira brasileira, para decorar jaquetas de inspiração militar ou para decorar parabrisas traseiros de utilitários, já se constitui numa identificação com as atitudes das milícias Schutzstaffel, as famigeradas SS de Hitler, ou com os camisas negras de Mussolini.

Menos de um mês após ser nomeado chanceler da Alemanha, Adolf Hitler conclamou aos membros do Partido Nazista a formarem uma polícia paralela à oficial. As SS, inicialmente criadas para garantir a proteção pessoal de Hitler, e as SA (Tropas de Choque do Partido Nazista), formadas por arruaceiros sem treinamento militar formal, passaram então a ter autoridade policial formal. Isto aumentou ainda mais o poder do Partido Nazista na sociedade alemã.

Isto é o que se prevê para este País caso tenha sucesso o golpe planejado pelo atual Presidente, haja vista que pela via democrática parece impossível se estender no poder. 

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: