Pular para o conteúdo

Homicida de casal é preso em Seabra e transferido para Barreiras

13/07/2022

O ex-policial militar, Wilton Bezerra de Luna, acusado de matar um casal na cidade de Barreiras, no oeste da Bahia, na última quinta-feira (7), disse nesta terça (12), que agiu em legítima defesa. Ele foi preso por porte ilegal de arma de fogo, na segunda (11), na BR-242, trecho da cidade de Seabra, na região da Chapada Diamantina.

No início da tarde, ele ficou calado durante o interrogatório e somente disse que falaria em juízo. No entanto, o advogado do suspeito entrou em contato com a TV Oeste, afiliada da TV Bahia, e pediu direito de ampla defesa.

“No dia do acontecido, a senhora Fernanda jogou uma substância de cheiro forte, no terraço da nossa residência. Como todos sabemos, eu e a minha esposa, nós cuidamos de gatos, resgatamos da rua, castramos e temos todos os cuidados com nossos gatos. Ela jogou essa substância, foi o que gerou uma discussão entre eu e a senhora Fernanda inicialmente, e depois o senhor Tião”, disse o ex-PM.

De acordo com Wilton Bezerra de Luna, as vítimas estavam com armas brancas e ele atirou na tentativa de proteger a família.

“Ela arrumada com a faca, ele armado com um facão e alguns frequentadores com pedras. E eu, infelizmente, na tentativa de salvaguardar a minha integridade física, da minha esposa e da minha filha, na nossa residência, que depois foi toda saqueada, quebrada, e infelizmente aconteceu o que aconteceu”, completou.

Wilton Bezerra de Luna teve a prisão preventiva decretada no final da tarde de segunda. Ele foi transferido para Barreiras nesta terça-feira. Em seguida, de acordo com a delegada responsável pelo caso, Marineide Pires, o suspeito foi encaminhado para o presídio da cidade.

Ex-PM suspeito de matar casal em briga por som alto na Bahia diz que agiu em legítima defesa — Foto: Reprodução/TV Oeste

Ex-PM suspeito de matar casal em briga por som alto na Bahia diz que agiu em legítima defesa — Foto: Reprodução/TV Oeste

“O inquérito policial já está mais ou menos em fase de conclusão porque a gente tem um tempo para remeter o inquérito. Agora o preso já está preso preventivamente, sem data para ser liberado”, explicou a delegada.

O ex-PM é suspeito de matar a tiros os vizinhos Sebastião Robson Ribeiro, de 61 anos, conhecido popularmente como “Tião”, e Fernanda da Cruz Fernandes, 46. O crime teria sido motivado por causa de som alto.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: