Pular para o conteúdo

Com fábrica própria e sustentável, a cervejaria Rodada atrai novos consumidores para as artesanais

02/08/2022

Cervejaria do oeste baiano tem a maior produção de artesanais da Bahia

Com pouco mais de um ano de existência, a cervejaria Rodada, de Luís Eduardo Magalhães (BA), vem crescendo e ganhando admiradores por todo o estado. O empreendimento, de mais de 1000 metros quadrados, tem investimento que ultrapassam R$ 6 milhões de reais, com capacidade de produção de até 80 mil litros por mês, a empresa já está chegando aos 50 mil litros/mês. “Com mais alguns investimentos podemos chegar aos 200 mil litros. Não é à toa que nossa fábrica é atualmente a maior da Bahia” explica o sócio e encarregado pelo marketing, Ismaile Sullivan.

Nascida do aquífero Urucuia, com receitas inusitadas, criadas por uma mistura étnica de um catarinense alemão, um baiano e um mineiro. Os amigos empreendedores Rui Gengnagel (empresário do ramo de telecomunicações), Ismaile Sullivan (especialista em marketing) e Tiago Lucas (engenheiro agrônomo e mestre cervejeiro) são os nomes por trás da fábrica e de toda estrutura da cervejaria, que emprega mais de 25 colaboradores. Os negócios da Rodada operam com ampla distribuição de suas cervejas em várias cidades do oeste baiano, da capital do estado e também nos estados de Goiás, Tocantins, Piauí e Distrito Federal.

O objetivo da cervejaria é alcançar uma parcela significativa no mercado brasileiro de cervejas, o público consumidor de artesanais ainda é considerado pequeno no país, em termos de litragem, fica em torno de 2%. Nos Estados Unidos, por exemplo, essa parcela é bem maior e chega a 15% do mercado. “Queremos que as pessoas tenham acesso a uma cerveja boa, com preço legal. E assim vamos ajudando a expandir esse mercado”. Completa o mestre cervejeiro da Rodada, Tiago Lucas.

Sustentabilidade

Em sua fábrica, a Rodada possui um sistema de tratamento constituído por um processo físico químico, seguido de um processo biológico. É a ETE – Estação de Tratamento de Efluentes – onde os resíduos líquidos da cervejaria são tratados e usados para irrigação permitindo seu lançamento no curso d’água de forma a reduzir o impacto ambiental gerado, e os resíduos orgânicos do malte são usados para tratamento de animais de pecuária. “A conscientização ambiental é possível com a percepção e entendimento do real valor do meio ambiente nas vidas das pessoas. O que para muitos é considerado lixo, para a empresa, os efluentes são utilizados diminuindo os riscos ambientais e, consequentemente, ajudando a sociedade.” Revela Rui Gengnagel, sócio presidente da cervejaria Rodada.

Informações:
https://www.cervejariarodada.com.br/
https://www.instagram.com/cervejariarodada/

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: