Pular para o conteúdo

Apelo à legenda BolsoNeto pode ser tiro no pé para as pretensões do herdeiro de ACM.

08/10/2022

Leão contribui para o encolhimento do legado pepista e carlista na Bahia e na Federação.

É opinião corrente entre observadores isentos da política baiana que a legenda “BolsoNeto” vai acabar sepultando, ao menos neste pleito, as pretensões de ACM Neto ao Governo do Estado. O posicionamento do aliado recente, João Leão, falando em bolsonarismo aos “vermelhos” da Bahia, é tiro no pé.

Não bastasse a perda de Cacá Leão para o Senado, a virada sofrida por Neto no primeiro turno e a baixa votação do próprio Leão, a posição franca no segundo turno pode comprometer ainda mais a eleição do herdeiro de ACM.

Se eleito Bolsonaro, o PP baiano vai se transformar em acólito do Centrão, em posição subordinada ao PL de Valdemar da Costa. Se eleito Lula, o limbo do PP se transformará invisível aos olhos da população.

Segundo O Bastidor, Neto ainda tentou evitar a ligação com Bolsonaro:

Após ficar a menos de um ponto percentual de perder a eleição ao governo de Bahia já no primeiro turno, ACM Neto entrou em parafuso. Foi conversar com a cúpula do União Brasil para implorar que o partido não avance nas negociações com Jair Bolsonaro. 

Ao procurar Luciano Bivar e Antônio Rueda, os dois que mandam na sigla, Neto disse que dar palanque a Bolsonaro no segundo turno liquidaria qualquer chance de se eleger no dia 30. A dupla não se comprometeu. Segue negociando o apoio do União tanto com Lula quanto com Bolsonaro.

Veja, abaixo, a bancada federal da Bahia, e a discreta representatividade do PP:

Bahia (BA) – 39 deputados federais

  1. Otto Filho (PSD): 200.909

  2. Elmar Nascimento (União Brasil): 175.439

  3. Diego Coronel (PSD): 171.684

  4. Antonio Brito (PSD): 165.386

  5. Neto Carletto (PP): 164.655

  6. Roberta Roma (PL): 160.731

  7. Claudio Cajado (PP): 154.098

  8. Mario Negromonte Jr. (PP): 147.711

  9. Léo Prates (PDT): 143.763

  10. Deputado Dal (União Brasil): 140.435

  11. Gabriel Nunes (PSD): 138.448

  12. Paulo Azi (União Brasil): 137.383

  13. Ricardo Maia (MDB): 136.834

  14. Jorge Solla (PT): 128.968

  15. Zé Neto (PT): 128.439

  16. Daniel (PCdoB): 125.374

  17. Alice Portugal (PCdoB): 124.358

  18. Adolfo Viana (PSDB): 123.199

  19. Marcio Marinho (Republicanos): 118.904

  20. Afonso Florence (PT): 118.021

  21. Sérgio Brito (PSD): 116.960

  22. Waldenor Pereira (PT): 113.110

  23. Lídice da Mata (PSB): 112.385

  24. Bacelar (PV): 110.787

  25. Arthur Maia (União Brasil): 108.672

  26. Paulo Magalhães (PSD): 107.093

  27. Alex Santana (Republicanos): 106.940

  28. Ivoneide Caetano (PT): 105.885

  29. Joseildo Ramos (PT): 104.228

  30. João Leão (PP): 102.376

  31. Capitão Alden (PL): 95.151

  32. João Carlos Bacelar (PL): 90.229

  33. Valmir Assunção (PT): 90.148

  34. Rogeria Santos (Republicanos): 82.012

  35. Leur Lomanto Jr. (União Brasil): 82.004

  36. José Rocha (União Brasil): 78.883

  37. Pastor Sargento Isidório (Avante): 77.164

  38. Felix Mendonça (PDT): 71.774

  39. Raimundo Costa (Podemos): 53.486

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: