Pular para o conteúdo

Jovem Pan divulga fake news de que Tarcísio sofreu atentado em Paraisópolis, SP.

17/10/2022

Delegado que investiga o caso disse que não se pode afirmar a causa do tiroteio no local onde o candidato ao governo do Estado apoiado por Bolsonaro se encontrava e teve que sair às pressas.

“O delegado-geral da Polícia Civil de SP, Osvaldo Nico, afirmou ao Metrópoles, no início desta tarde, que ainda estava chegando ao local da ocorrência“, em Paraisópolis, “para apurar o que houve e que ainda não era possível afirmar se o que ocorreu é um atentado contra o candidato Tarcísio de Freitas [Republicanos] ou se os disparos envolveram uma troca de tiros entre policiais e supostos criminosos”.

Mas a Jovem Pan, emissora que defende o presidente Jair Bolsonaro (PL), já afirmou, por conta própria, que a ocorrência do início desta tarde, onde está sendo inaugurado o primeiro Polo Universitário da comunidade, se trata de um atentado. Contudo, todos os jornais afirmam que o candidato a governador de São Paulo teve que sair às pressas do local.

Conforme a imagem, a emissora publicou inicialmente: “URGENTE: Tarcísio Gomes de Freitas sofre atentado em Paraisópolis (SP)“. Depois mudou o título da matéria para “Polícia investiga tiros em Paraisópolis durante visita de Tarcísio de Freitas“. Mas, no corpo da pulicação, o texto mantém a versão de que foi um atentado, conforme a seguir:

“O candidato ao governo do Estado de São Paulo Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos) foi alvo nesta segunda-feira, 17, de um atentado na comunidade de Paraisópolis, na Zona Sul da capital paulista”.

“Em sua rede social, Tarcísio afirmou que “todos estão bem””, diz o texto da matéria da Jovem Pan. “Durante visita ao 1º Polo Universitário de Paraisópolis, fomos atacados por criminosos. Nossa equipe de segurança foi reforçada rapidamente com atuação brilhante da Polícia Militar de São Paulo. Um bandido foi baleado. Estamos apurando detalhes sobre a situação”, escreveu o candidato.

Depois, a emissora se contradiz quanto a afirmação de atentado e escreve que “a Polícia Militar e a Polícia Civil de São Paulo investigam a troca de tiros durante a visita do candidato. O secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, vai conceder coletiva de imprensa sobre a ocorrência do tiroteio em Paraisópolis”.

Editado pelo Urbs Magna

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: