Pular para o conteúdo

Zambelli tenta se infiltrar em evento de ministros do STF com João Doria em NY.

14/11/2022

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 01.05.2022 - A deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) fala com apoiadores do presidente Bolsonaro em manifestação na av. Paulista, SP. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

Da FolhaPress, por Mônica Bergamo.

A deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) tentou se infiltrar no evento do grupo Lide que reúne seis ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) em Nova York. Sem conseguir um ingresso, porém, a parlamentar teve seus planos frustrados.

Zambelli telefonou para bancos e corretoras e também para lideranças políticas que têm relação com instituições financeiras na tentativa de obter um convite para a conferência.

O Lide não divulga os valores do ingresso, mas há estimativas de que ele gire em torno US$ 10 mil dólares (cerca de R$ 53 mil).

“Não consegui, infelizmente. Eu iria hoje”, disse a deputada à coluna nesta segunda-feira (14).

A informação é de que a deputada pretendia fazer questionamentos ao ministro Alexandre de Moraes, inclusive com vaias. Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o magistrado é considerado um dos maiores antagonistas do golpismo defendido por alas do bolsonarismo.

Os ministros do STF vêm sendo perseguidos por bolsonaristas desde que chegaram aos Estados Unidos para a conferência. No domingo (13), um grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) passou a tarde em frente ao hotel em que os magistrados estão hospedados. Xingamentos foram preferidos contra eles.

Durante um passeio pela Times Square, ponto turístico da cidade, uma mulher chegou a hostilizar o ministro Luís Roberto Barroso enquanto filmava o seu rosto.

Promovida pelo grupo da família do ex-governador paulista João Doria, a Lide Brazil Conference ocorrerá nesta segunda e na terça (15) no New York Harvard Club, no centro de Manhattan.

Além de 260 empresários, políticos e convidados, estão presentes no evento de Doria os ministros Barroso, Moraes, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Dias Toffoli.

Como mostrou a Folha, após as manifestações o Lide pediu auxílio à polícia de Nova York, que colocou dois carros com equipes na frente do hotel. Não houve incidentes, contudo.

O ex-presidente Michel Temer (MDB) também foi hostilizado durante sua chegada ao hotel no domingo.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: