Pular para o conteúdo

Ex-mulher de Valdemar do PL joga gasolina no incêndio da República em vídeo polêmico.

20/11/2022

Em trecho de um vídeo dividido em 6 partes, que viralizou nas redes sociais, Maria Christina Mendes Caldeira também afirma que o presidente do PL se referia a Bolsonaro como “baixo clero” e “burro”.

Acorda, cara! Não é possível que você não aprendeu nada depois de tudo o que você viveu“, diz Maria Christina Mendes Caldeira, ex-esposa do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, no trecho de um vídeo  dividido em 6 partes, que viralizou nas redes sociais após ela fazer uma live com revelações bombásticas em seu perfil do Instagram.

Não é possível que esses anos de cadeia não fizeram você uma pessoa melhor”, prossegue no trecho postado pelo perfil no Twitter GadoDecider

Neste sábado, Valdemar Costa Neto postou vídeo nas redes sociais afirmando que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) vai “ter que resolver” supostas “250 mil urnas” que estariam sem o número de Patrimônio e com as mesmas numerações.

Costa Neto afirmou que estaria sendo ajudado pelo ex-ministro da Corte, Sandro Nunes Vieira, que horas depois negou tudo em uma nota. Nas imagens, o presidente do PL diz que membros de seu partido irão ao Tribunal na terça-feira (22/11).

Nas outras 5 partes dos vídeos, Maria Christina Mendes Caldeira diz que recebeu do ex-marido uma mensagem afirmando que ele iria “contestar a democracia, as eleições“. Ela mostra irritação e diz que ele “esqueceu” que ela tem “documentação” que prova ” sua da época do car wash e da sua atual, e mais: a “evasão de divisas” e “sonegação dos Bolsonaros“.

Mendes Caldeira conta que “casada com o dono do bordel do Congresso” e que “é hora do PL ser cassado“. Depois, ironiza o fato de Costa Neto ter contestado o resultado das eleições apenas no segundo turno, após sua bancada ser eleita na primeira etapa.

A ex-mulher também cita um passado político em meio a uma “sujeirada danada” e “porto de Santos, aeroporto e tráfico de drogas“. Mendes Caldeira diz no vídeo frases como: “Fora que você gastou R$ 1 milhão de dinheiro do partido para comprar essa auditoria” e que Bolsonaro está “deitado no sofá vendo Netflix e picotando documento“.

Mendes Caldeira mora nos Estados Unidos e foi a responsável, em 2011, pelo depoimento que fez Costa Neto ser preso após a CPI do mensalão. Ela já afirmou em entrevista que o presidente do PL a ameaçou de morte.

O vídeo de Mendes Caldeira foi postado na terça-feira (15/11). Ela fez campanha contra Jair Bolsonaro (PL) e seu partido desde o início da eleição, tendo declarado apoio a Lula. Na gravação, ela diz que fará da vida de Costa Neto “um inferno” porque ele está “contestando a democracia” ao não reconhecer a vitória do Presidente eleito.

Ao fim, ela repete a fala do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Luís Roberto Barroso, a um bolsonarista que assediava ministros da Corte em Manhattan (EUA):
Perdeu mané, não amola!

 

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: