Pular para o conteúdo

Barroso prorroga apuração sobre denúncias de crimes cometidos durante Pandemia.

06/12/2022

Os crimes certamente não ficarão impunes, inclusive os mais atuais, como a falta de vacinas para combater novas variantes.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) prorrogou por mais 60 dias uma investigação preliminar contra o presidente Jair Bolsonaro sobre incitação ao crime durante a pandemia a partir das conclusões da CPI da Covid no Senado.

Barroso afirmou que a PF ainda precisa organizar as provas reunidas pela CPI da Covid.

“Tendo em vista que a sistematização da documentação apresentada pela Comissão Parlamentar de Inquérito ainda não foi concluída, defiro o pedido de prorrogação do prazo para continuidade das investigações por mais 60 dias”, escreveu o ministro.

Das 10 apurações preliminares abertas depois que a CPI da Covid concluiu os trabalhos no ano passado, a PGR já se manifestou pedindo o arquivamento em nove casos. Entre as condutas apontadas pela CPI estão estimular a população a se aglomerar, a não usar máscara e a não se vacinar, além de incentivar a invasão de hospitais para gravação de eventuais leitos vazios – em violação à intimidade dos doentes que estavam internados.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: