Pular para o conteúdo

Defesa Civil Nacional alerta para previsão de chuvas intensas na Bahia e no Sudeste do País

20/12/2022

A Defesa Civil Nacional alerta para a previsão de chuvas intensas nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia nos próximos dias. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os acumulados de chuvas podem chegar a 200 milímetros por dia. Com isso, há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, estragos em plantações, alagamentos e de descargas elétricas.

Diante da previsão, o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) já comunicou as defesas civis estaduais do risco e opera com equipes de plantão para acompanhar o registro de qualquer ocorrência significativa.

Em Minas Gerais, o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, alertou para os problemas que podem ocorrer e como a população deve agir em situações como essa. Conheça medidas de autoproteção que a população deve tomar em casos de chuvas intensas.

“É preciso que todas as pessoas adotem medidas de autoproteção e proteção comunitária porque a previsão de chuvas é muito grande. As pessoas que moram em áreas de risco, áreas de deslizamento, áreas de inundação precisam ficar atentas. Aqueles que moram em área de deslizamento, se puderem, não durmam em suas casas, procurem a casa de parentes, procurem se proteger. Nós não queremos nenhuma morte”, ressaltou o secretário.

Nesta terça-feira (20), foram realizadas duas reuniões para alinhamento das ações para minimizar problemas acarretados pelas chuvas intensas: uma com os membros do Sistema Federal de Proteção e Defesa Civil (Sinpdec) e outra com representantes dos estados que devem ser atingidos por chuvas intensas.

“Foram reuniões de preparação, de nivelamento das informações, que começaram com as previsões meteorológicas, com o que pode acontecer, quais áreas vão ser mais impactadas. E, a partir daí, a gente entra no sistema federal para entender o que cada órgão já está fazendo, como está se preparando ou se já está atuando na fase da resposta. Então é um nivelamento mesmo, é combinar a estratégia conjunta”, destacou o coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres da Defesa Civil Nacional, Tiago Molina Schnorr.

Alertas

A Defesa Civil Nacional orienta os moradores das regiões de risco a se inscreverem nos serviços de alerta, enviando um SMS com o CEP do local onde mora, ou outro local de interesse, para o número 40199.

Não há limite de locais cadastrados e o serviço é totalmente gratuito para a população. A partir da previsão de desastre, a população receberá um aviso contendo informações de risco e orientações para a autoproteção.

Outra recomendação é ficar atento aos alertas publicados no Twitter da Defesa Civil Nacional (@defesacivilbr) e do Instituto Nacional de Meteorologia (@inmet_).

Para receber alertas por WhatsApp

Para receber alertas de desastres pelo WhatsApp, é necessário se cadastrar pelo telefone (61) 2034-4611 ou pelo link https://wa.me/556120344611 e, em seguida, interagir com o chatbot (robô de atendimento), enviando um simples “Oi”. Após essa primeira interação, o usuário poderá compartilhar sua localização atual ou escolher qualquer outra do seu interesse e, dessa forma, receber as mensagens que serão encaminhadas pelos órgãos de defesa civil locais.

Após o envio de qualquer mensagem pelo usuário, o robô encaminhará a pergunta se a pessoa deseja receber os alertas da Defesa Civil. Se sim, será disponibilizado no chatbot os termos de uso e política de privacidade, que regulamentam o projeto, e o pedido para o aceite do usuário.

Na sequência, será solicitado ao usuário que envie a localização que deseja receber os alertas. Podem ser cadastradas várias localizações diferentes, pensando nos lugares que frequenta, que deseja monitorar ou mesmo se for fazer alguma viagem.

São três diferentes possibilidades para o cadastro das localizações: a pessoa pode compartilhar a localização na mensagem (toque em Anexar > Localização); digitar o CEP e clicar em enviar ou, simplesmente, digitar o nome do município e enviar. Essas áreas de interesse podem ser editadas a qualquer momento.

Fonte: Brasil 61

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: