Pular para o conteúdo

A mando do Sr. Mercado, Folha sacaneia auxílio do próximo Governo aos muito pobres.

21/12/2022

Sérgio Fleury: bandido de costas quentes, patrocinado pelo sr. Mercado em São Paulo.

O que a Folha de São Paulo, porta-voz do sr. Mercado, chamou ontem de PEC da Gastança, é um esforço do Presidente Eleito para cumprir as promessas de campanha do Capitão, logo esquecidas depois da 2ª derrota eleitoral. Bolsonaro alardeou que pagaria os R$600,00 do Bolsa Família, mas enviou proposta de apenas R$405,00 ao Orçamento de 2023.

Imagem

Aroeira.

Bolsonaro provou na saída do Governo que é um traíra. Assim como a acontecia na história antiga da Folha, que emprestava as camionetes adesivadas com seus logotipos para torturadores de São Paulo transportarem presos políticos de um lugar para outro em segurança.

Lembra-se da figura de Sérgio Fleury, delegado torturador da Polícia de São Paulo? Pois é: a Folha fazia gestos gentis para ele. E não publicou nem o seu obituário quando o arquivo foi queimado, em 1979. Fleury foi “desaparecido” num acidente pelas forças da repressão.

Em 1970, o Esquadrão da Morte de Fleury passou a ser um estorvo para a ditadura militar pois a imprensa estrangeira e as organizações dos Direitos Humanos apresentavam-no como a banditização do regime.

O Palácio do Planalto teve a ideia de trocar tudo por um golpe publicitário e anunciou que os agentes do crime seriam punidos, o que mereceu o primeiro editorial do The New York Times favorável ao governo desde 1964.

Fleury morreu por afogamento, segundo a sua mulher, Maria Izabel Oppido, presente em sua lancha na madrugada de 1º de maio de 1979. Seu corpo foi sepultado sem ter sido necropsiado, o que gerou comentários de que ele teria sido assassinado pela esquerda como vingança ou como “queima de arquivo” pelos seus antigos colaboradores da ditadura.

O ex-delegado da Polícia Civil Cláudio Guerra fez uma série de revelações em depoimento à Comissão Municipal da Verdade de São Paulo, sobre episódios da ditadura militar. Detalhou o caso conhecido como “Chacina da Lapa” e tratou da participação do dono da Folha de São Paulo e de outros empresários no apoio financeiro à repressão. Veja aqui.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: