Pular para o conteúdo

CNJ abre processo contra desembargadoras implicadas na Operação Faroeste

17/08/2022

As desembargadoras do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) Sandra Inês Rusciolelli, Lígia Ramos e Ilona Reis tiveram processos administrativos disciplinares abertos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nesta segunda-feira (16). Além disso, o afastamento cautelar das magistradas foi mantido pelo Conselho.

“Estão presentes indícios suficientes de que teria, supostamente, integrado uma organização criminosa, pode ter cometido os crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Em sendo esta minha visão e proposta de voto acolhida, eu também estou propondo a manutenção do afastamento cautelar”, indicou a conselheira, a ministra corregedora Maria Thereza Rocha de Assis Moura, sobre Sandra Inês.

As três desembargadoras tiveram os pedidos de abertura dos processos acolhidos por unanimidade entre os conselheiros do CNJ.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: